top of page
Buscar
  • Jornal Tribuna Livre

Em Goiás, vacinação contra HPV é intensificada em setembro


A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), por meio da Gerência de Imunização e Rede de Frio, realiza neste mês a vacinação dos adolescentes contra o HPV. O objetivo é proteger meninos e meninas contra as graves doenças transmitidas pelos quatro subtipos do vírus.

A vacinação no estado é destinada a 372 mil meninas de 9 a 14 anos e 223.291 meninos de 11 a 14 anos. A meta é vacinar no mínimo 80% deste grupo. O imunobiológico disponível para esta ação é a vacina quadrivalente Papilomavirus humano 6, 11, 16 e 18 recombinante (HPV).

A gerente de Imunização e Rede de Frio da SES-GO, Clécia Vecci, afirma que a vacinação ocorre como rotina em todas as 954 unidades básicas de saúde no Estado. Mensalmente, a pasta distribui em média 22 mil doses entre os municípios goianos para atender à demanda de rotina. De janeiro de 2014 até agosto deste ano, 77,57% (288.558) das meninas foram vacinadas para a primeira dose. Para a segunda dose, a cobertura vacinal é de 48,48% (180.359), restando saldo de 191.641 entre não vacinadas ou com esquema incompleto. Em relação aos meninos, somente 41,52% (92.702) foram vacinados para a primeira dose, e 12,59% (28.118) para a segunda dose, com saldo de 195.173 não vacinados ou com esquema incompleto. Clécia explica que a definição da faixa etária para a vacinação visa proteger os meninos e meninas antes do início da vida sexual e, portanto, antes do contato com o vírus. Na população masculina, a vacinação protege contra os cânceres de pênis, garganta e ânus. Nas meninas, o principal foco da vacinação é proteger contra o câncer de colo de útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas, verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus. O HPV é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio da relação sexual. Também pode ser transmitido de mãe para filho, no momento do parto.

Esquema vacinal

Meninos e meninas devem tomar duas doses da vacina HPV, com intervalo de seis meses entre elas. Meninas que completaram 15 anos ou mais e estão com o esquema incompleto podem se vacinar, apresentando o cartão de vacinas.

Para as pessoas que vivem com HIV, a faixa etária é mais ampla (9 a 26 anos), e o esquema vacinal é de três doses (intervalo de 0, 2 e 6 meses). No caso dos portadores de HIV, é necessário apresentar prescrição médica.

A vacina disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) é a quadrivalente e já é ofertada desde 2014. Confere proteção contra quatro subtipos do vírus HPV (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia para quem segue corretamente o esquema vacinal. Na oportunidade, também estará dipsnível para meninos e meninas de 12 a 13 anos a vacina que protege contra a meningite C.



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page