top of page
Buscar
  • Do Mais Goiás

Aviões são apreendidos em Goiânia durante operação da PF contra o tráfico internacional de drogas


A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (21) uma operação contra o tráfico interacional de drogas. Denominada de Operação Flak, o trabalho tem o objetivo de desarticular organização criminosa especializada no transporte aéreo de entorpecentes para o Brasil, Estados Unidos e Europa. Ao todo são cumpridos 54 mandados de prisão e 81 mandados de busca e apreensão expedidos pela 4º Vara Federal de Palmas, nos estados de Tocantins, Goiás, Paraná, Pará, Roraima, São Paulo, Ceará e no Distrito Federal. Mais de 400 policias trabalham na operação. De acordo com a PF, as investigações iniciaram há dois anos. A corporação apurou que entre os anos de 2017 e 2018 foram realizados no mínimo 23 voos transportando em média 400 quilos de cocaína cada, totalizando mais de nove toneladas. Em Goiás, os agentes da PF chegaram no início da manhã no Aeródromo de Goiânia, localizado às margens da GO-070, saída para Inhumas. Os trabalhos tiveram o apoio do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Grear) da Polícia Militar. A TV Globo confirmou que entre os presos, está João Soares, que seria tio do piloto goiano Cristiano Felipe Rocha Reis, morto após sofrer um acidente aéreo no dia 27 de julho de 2018, em São Félix do Xingu (PA). De acordo com a informação, João Soares é de Goiânia, mas foi preso no Pará. Ele era responsável por uma frota de 47 aeronaves responsáveis pelo transporte da droga

Os investigados devem responder, na medida de suas participações, por tráfico transnacional de drogas, associação para o tráfico, financiamento ao tráfico, organização criminosa, lavagem de dinheiro e atentado contra a segurança do transporte aéreo.



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page