top of page
Buscar
  • Jornal Tribuna Livre

Investigação do Ministério Público inocenta Pastor Ângelo

EM CALDAS NOVAS: MINISTÉRIO PÚBLICO APONTA QUE NÃO HOUVE INTERFERÊNCIA DE EX-SECRETARIO DE SAÚDE EM VACINAÇÃO DA SOGRA


A decisão, foi publicada nesta terça-feira (27), é do promotor de Justiça, Vinicius de Castro Borges da 5ª Promotoria de Justiça da Comarca de Caldas Novas.


Segundo a decisão, do ponto de vista material, não se comprovou a interferência do genro da idosa, Themis Platon Moraes, o ex-secretário de saúde Ângelo Paulo da Silva, para beneficiá-la com a mencionada vacinação contra a Covid-19.


Após investigação, o Ministério Público garante que ficou demonstrado documentalmente que a idosa vacinado, fazia parte de um grupo prioritário,cuja estratégia de vacinação foi previamente elaborada e divulgada à população em geral e ainda que, o Município de Caldas Novas-GO, encaminhou cópias de fichas de vacinação de pelo menos outras 24 pessoas, supostamente acamadas e com idades semelhantes à da noticiada, que também foram vacinadas em 03/03/2021’.


Segundo o Ministério Público, ficou demonstrando ainda, que o acesso à vacinação não se restringiu à sogra do ex-secretário de saúde, estando, portanto, afastada qualquer suspeita de privilégio.


Ainda nos autos extrajudiciais, o atual secretário da saúde municipal, Dr. João Osorio informou, que a senhora Themis é paciente idosa com 71 anos de idade, que se encontrava acamada, conforme especificado no público alvo da campanha, tudo conforme estabelece os programas Federal e Estadual de Vacinação e também o Plano Municipal de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19 de Caldas Novas.


O ex-secretário foi alvo da ação depois que um áudio da sogra dele foi divulgado por veículos de comunicação no município.

Texto: Alan Cassio


Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page